Rede de Sementes do Xingu no enfrentamento a Covid-19

Distribuição de kits de higienização para os coletores da Rede de Sementes do Xingu. Foto: divulgação

A pandemia de Covid-19 chegou também a região do Mato Grosso onde a Rede de Sementes do Xingu atua.  Da entrega de kits de higiene à ações de comunicação, a iniciativa  tem atuado em diversas frentes para garantir a saúde e segurança dos coletores e equipe. 

Sabendo que a comunicação é uma importante ferramenta no enfrentamento ao novo coronavírus, a Rede tem produzido áudios informativos com orientações de prevenção e alertas, como a importância do distanciamento e social e o uso de máscaras e álcool gel. Além dos boletins, enviados por Whatsapp, plataforma com forte presença dos coletores, cartas foram enviadas.

Para viabilizar os cuidados dos 568 coletores urbanos, indígenas e agricultores familiares, a Rede de Sementes do Xingu, em parceria com o Instituto Socioambiental e Natura, disponibilizou  kits de higienização com máscara protetora, sabão em barra e álcool gel. 

Os kits foram disponibilizados também para as Secretarias de Saúde de alguns municípios da região Xingu-Araguaia onde a Rede de Sementes do Xingu atua, como Nova Xavantina, Canarana, Associação Território Indígena do Xingu (ATIX) e Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), São Félix do Araguaia, Porto Alegre do Norte, Confresa, visando apoiar as medidas de prevenção ao contágio por Covid-19.

Entrega de kits de higienização nas secretarias de sáude de cidades da região Xingu-Araguaia.
Foto: divulgação

Além do apoio às atividades de coleta de sementes pelos coletores, a Rede adequou outras atividades diante deste cenário. A equipe técnica está em teletrabalho desde 23 de março e a equipe das casas de sementes voltarão às atividades a partir de 6 de julho para recebimento das sementes, seguindo todas as medidas de prevenção.

A entrega das sementes também teve alteração na forma como se dá normalmente. Neste período, as sementes serão entregues apenas em datas agendadas previamente e no caso de assentamentos e aldeias serão combinados a data e o local onde o coletor deverá deixar as suas sementes para o técnico posteriormente buscar. A fim de assegurar a sustentabilidade financeira e o isolamento dos associados, a Rede vai realizar o pagamento antecipado de 21 toneladas das sementes e estendeu o valor do Fundo Rotativo, fundo de crédito destinado aos coletores.

Seguimos atentos às condições do momento para que possamos sempre buscar formas de ajudar quem tece nossa rede. Cuidem-se todos! 

Deixe um comentário